Este livro foi uma daquelas compras a que costumo de chamar "as compras da depre" (entenda-se "depressão"). Nos dias em que fico realmente em baixo, e este último ano foi pródigo na sua quantidade, o que me levanta o espírito não é comprar roupa, malas, acessórios e outas bugigangas... em dias "não" para mim não há nada melhor que comprar LIVROS!!!

Para mim os livros são o alimento da alma e o workout do cérebro. Tenho pena daqueles que nunca leram um livro, e posso dizer que conheço mais do que um infelizmente!

Andava numa vaguear pela FNAC e ia lendo as sinopses e críticas de n livros quando peguei neste e decidi-me. Este ia comigo para casa.

"Uma irrecusável saga mística, original e poderosa, enriquecida, mas não constrita, pela influência de várias culturas - celta, escandinava ou egípcia - e de autores como Marion Zimmer Bradley, Margaret Atwood ou, até mesmo, J.R.R. Tolkien. Uma hipnótica história, feita de paixões e de lutas pela sobrevivência, que irá entusiasmar os leitores sofisticados de ambos os sexos.", Publishers Weekly

"Micklem criou uma fantástica protagonista, com uma voz forte, confiante e sensível. (…) o leitor é levado a conhecer as complexidades desta sociedade imaginária através das fabulosas descrições, paisagens e emoções que emanam em Espinheiro Sagrado.", Washington Post

"Sarah Micklem deu à luz um mundo realista e medieval, de amor e guerra. Altamente recomendado.", Library Journal

Sinopse:
"Antes de se chamar Espinheiro, dava pelo nome de Luck, devido ao seu cabelo ruivo, o preferido da deusa da Sorte. Órfã nascida na miséria, Luck estava fadada para uma vida de servidão. Mas, depois da morte da patroa, Luck foge para a floresta. Aí descobre o espinheiro sagrado, cujas bagas lhe proporcionam sonhos febris, um nome novo e curiosos talentos. Transformada, ela emerge do seu exílio como uma mulher jovem detentora de poderes inesperados.
Espinheiro mudou, mas o mesmo não se passou com o mundo em que ela vivia… até que um encontro ocasional lhe altera o destino para sempre. No caos dos Tempos às Avessas, em que os bem-nascidos e os miseráveis trocam de lugares, Espinheiro junta-se a um guerreiro da nobreza chamado Galan. Levada pelo desejo e pela sua própria irrequietude, vai atrás do destino e de Galan e acampa com o exército real. Mas o seu amor tácito não é aceitável naquele mundo brutal, feito de castas e violência, e assim o futuro ensombra-se. Rodeada de soldados, concubinas e vagabundos, confrontada com uma série de desafios tremendos, para poder sobreviver (de corpo e alma) Espinheiro terá de confiar nos enigmáticos dons que os deuses lhe concederam.
"

FICHA TÉCNICA
Autor: Sarah Micklem
Editora: Difel
Ano de Publicação: 2006
Encadernação: Capa Mole
Nº. de páginas: 480
Género: Romance/Fantástico

Comments (2)

On 13 de janeiro de 2008 às 21:43 , Canochinha disse...

Tenho este livrinho ali na minha prateleira à espera para ser lido, já desde o Verão. Tenho quase a certeza que vou gostar, mas ainda não calhou começar a lê-lo.

Quanto a comprar livros para levantar o espírito... bem-vinda ao clube! :)

 
On 14 de janeiro de 2008 às 09:55 , Cristina disse...

Não há nada melhor do que ir à FNAC afogar as mágoas das nossas depressões. A última vez que isso me aconteceu levei 3 para casa... lol
Acho que é mais forte do que nós, mesmo que depois possamos pôr em causa a saúde da nossa carteira.