Sinopse
"A former blood slave, the vampire Zsadist still bears the scars from a past filled with suffering and humiliation. Renowned for his unquenchable fury and sinister deeds, he is a savage feared by humans and vampires alike. Anger is his only companion, and terror is his only passion—until he rescues a beautiful aristocrat from the evil Lessening Society.

Bella is instantly entranced by the seething power Zsadist possesses. But even as their desire for one another begins to overtake them both, Zsadist’s thirst for vengeance against Bella’s tormentors drives him to the brink of madness. Now, Bella must help her lover overcome the wounds of his tortured past, and find a future with her… "



Opinião


Este livro centra-se no Zsadist, o elemento mais misterioso e "assustador" da irmandade, quer em termos de aspecto quer em termos comportamentais, sendo muitas vezes caracterizado como broken behiound repair soul, quase como um "sem alma".

Ao longo de todo o livro são-nos apresentados vários flashbacks da vida de Zsadist como escravo. É incrível como, à luz das revelações que vão sendo feitas, os seus comportamentos menos "ortodoxos" fazem todo o sentido.

O livro precedente terminou com o rapto de Bella pelo chefe dos Lesser, o qual, tal como Zsadist, que desenvolveu uma obsessão por ela. Tendo como referência temporal para o seu início 6 semanas depois do fim do 2º livro, Zsadist tornou-se por esta altura completamente irracional nos seus esforços para encontrar Bella não interessando os meios ou as acções a serem tomada para esse fim, contrariando a opinião geral de que esta já estaria morta.

Não querendo desvendar como Bella é salva, digamos apenas que o é e, em vez de querer ir para junto da sua família, prefere ficar com Zsadist e é neste ponto que a história propriamente dita começa a desenrolar-se.

Seria logo de por em causa a sanidade mental de Bella por se sentir atraída por alguém com o aspecto e comportamento do Zsadist. Ainda mais em causa essa sanidade é colocada quando o Zsadist a rejeita constantemente por não saber como lidar com uma mulher que o deseja, por achar impossível que isso alguma vez acontecesse, e ela continua a insistir. No entanto, e a pouco e pouco, a sua perseverança é compensada, e Zsadist aprende a tolerar a presença e o toque de Bella. Essas cenas são descritas escritas de forma absolutamente brilhante e emotiva.

Do princípio ao fim a história de Zsadist é excelente! O Zsadist é uma personagem riquíssima e a Bella é muito "humana" (dentro das limitações óbvias) nas suas paixões e na maneira como comporta no desenrolar da história. De todas as personagens femininas centrais desta série (e do que li até agora) a Bella é, sem sombra de dúvidas, a melhor.

A Lessening Society continua presente neste livro para infernizar a vida aos heróis da história. Tenho que confessar-vos que acho esta parte da história cada vez mais estranha. Quanto mais sei sobre estes "seres" menos quero saber. Confesso que, quando chega a esta parte, "acelero" um pouco a leitura. É o ponto mais fraco de todo o livro.

Este livro também dedica um grande espaço às personagens secundárias cujas histórias são tão boas como o enredo principal. Dei por mim tão envolvida e tão próxima de todos que estou desejosa por ler os próximos livros (só nas férias ou fim-de-semana prolongado porque não dá muito jeito ficar até ás 3-4 da manhã a ler e depois ir trabalhar!). São-nos fornecidas informações adicionais sobre o seu gémeo, Phury (como ele perde a perna mas não o porquê do seu celibato); sobre John, o rapaz mudo (outra personagem que eu acho que vai dar uma história fantástica), entre outros.

Nem tudo são rosas neste livro! Existem partes muito tristes (mais uma vez abri a fonte e vai de chorar que nem uma Madalena arrependida) que, quer-me parecer, serão o mote para os livros subsequentes.

Para concluir: dizer que gostei deste livro é eufemismo; dizer que adorei é pouco; a verdade é que amei este livro! (antes que me atirem pedras esclareço: "amei" contextualizando este livro no género a que pertence). É o meu favorito dos três primeiros que compõe a série (opinião sobre o e ) e altamente recomendado para amantes do género.


Nota adicional: Os dois primeiros volumes desta série já se encontram editados em Portugal sob a chancela da "Casa das Letras".
Segundo a minha prima A. a tradução está muito mázinha, tornando muitas parte e diálogos em algo um tanto ao quanto para o ridículo.
Nota adicional 2: Estes livros podem ser lidos fora de ordem mas, acho que muita coisa se perderia se assim fosse pelo que aconselho mesmo a que leia de acordo com a ordem normal.


Ficha Técnica
Autor:
J.R. Ward
Editora:
Piatkus
Encadernação:
mass market
N.º de páginas:
434
Género:
Romance Fantástico

Comments (4)

On 18 de março de 2010 às 19:05 , Michelle Tâmara disse...

Adoro essa série de livros... O Z é o meu preferido, verdade ele o é desde do primeiro livro.. O seu jeito introspectivo e seu ódio.. Mas Rele é simplemente maravilhoso. Estou indo para o setimo livro. Posso dizer que o 5 é centrado na histório do V, que tbm é de dá pena e o 6 é sobero o Phury e fala o pq do celibatário. O livro seis muda um pouco a guerra, é de arrancar os cabelos e o John é um fofo. Só n entendi como o D, reencarbnou nele já grande.. Bom a Virgem escriba tem seus modos!! Adoro os comentários

 
On 18 de março de 2010 às 19:35 , Michelle Tâmara disse...

Esqueci de falar do 4 livro que é sobre o bucht e a marissa! é bom tbm.

 
On 18 de março de 2010 às 22:02 , adriane disse...

Eu já li e digo que essa série e esse livro são muito bons!! o primeiro livro da série já saiu aqui no Brasil !!
E parabéns pelo site gostei muitoo!!

 
On 21 de março de 2010 às 20:09 , Book Addict disse...

Adriane e Michelle,

Obrigada pelo elogio.

Michele,
Já tenho todos os livros editados desta série na sua versão original mas, como gosto sempre tanto, só nas férias é que me permito lê-los, senão lá vou eu dormir para o trabalho porque fiz noitada a ler :D