Este livro foi recomendação da minha prima A. e que bela recomendação :D


Sinopse
“In the shadows of the night in Caldwell, New York, there's a deadly turf war going on between vampires and their slayers. There also exists a secret band of brothers like no other - six vampire warriors, defenders of their race. Among them, none relishes killing their enemies more than Wrath, the leader of the Black Dagger Brotherhood...
The only purebred vampire left on the planet, Wrath has a score to settle with the slayers who murdered his parents centuries ago. But when one of his most trusted fighters is killed- orphaning a half-breed daughter unaware of her heritage or her fate - Wrath must usher the beautiful female into the world of the undead…
Racked by a restlessness in her body that wasn't there before, Beth Randall is helpless against the dangerously sexy man who comes to her at night with shadows in his eyes. His tales of brotherhood and blood frighten her. But his touch ignites a dawning hunger that threatens to consume them both…


Opinião
Dark Lover é o primeiro livro da série “Black Dagger Brotherhood” escrita por J.R. Ward. Quando eu pensava que já não era possível trazer “novidades” ao mundo dos Vampiros eis que fico totalmente surpreendida por este livro.


A “Black Dagger Brotherhood” é constituída por uma subespécie de vampiros diferente, os Guerreiros. Estes são maiores e mais fortes que o vampiro mediano (que incrivelmente nesta história é quase tão frágil quanto um humano) e a sua missão é combater e matar os assassinos da sua espécie, os “Lessers”. Por sua vez os “Lessers” foram em tempos seres humanos com uma especial aptidão para a maldade e para a violência trocaram a sua alma pela vida eterna, em troca da dedicação à causa do extermínio da raça dos Vampiros. Tem um cheiro característico e com o passar dos anos vão ficando pálidos de pele, cabelo e olhos.


Nestes livros os Vampiros, com algumas excepções, não se alimentam de sangue humano uma vez que este é fraco demais para os deixar saciados por muito tempo. Alimentam-se uns aos outros que é como quem diz, os machos bebem sangue das fêmeas e vice-versa. Assim sendo, os maus da fita são necessariamente os “Lessers” (garanto-vos que é muito fácil ficar a detestar estas personagens e a desejar a sua morte).


Neste primeiro livro passamos por uma introdução breve às várias personagens que vão circular de livro em livro, sendo que cada volume desta série se foca em um elemento da Irmandade específico.


Voltando ao livro em si, a acção passa-se em Caldwell, New York. Este livro foca-se na personagem Wrath, um guerreiro praticamente cego que é o Rei dos Vampiros mas que recusa assumir essa responsabilidade por se achar indigno desta, e quer ser apenas mais um dos guerreiros da Irmandade. Os outros elementos da Irmandade têm todos nomes “fantásticos”, cada um adaptado à sua personalidade, Rhage, Vishous, Phury, Tohrment e Zsadist. O único com o nome talvez mais dito “normal”, Darius, falece logo no início da história antes de puder acompanhar a filha, Beth, na sua transição de meio-humana (filha de humana e vampiro) para vampira completa. Neste mundo, um vampiro é um elemento bastante fraco, do género de um humano, e só por volta das 25 anos, altura em que costuma ocorrer a transição, é que passam a ter a necessidade de beber sangue de um membro do sexo oposto. Esta é uma altura especialmente crítica para os meio‑humanos que, na maior parte das vezes, morrem durante o processo.


Sendo o sangue de Wrath único entre todos os vampiros por ser o único puro, este pode ser a salvação de Beth. Este pedido é feito por Darius antes da sua morte a Wrath que recusa. No entanto, e após a morte deste, e para honrá-lo Wrath aceita fazê-lo sendo que começa a vigiar Beth à espera do momento da sua transição. Estes não se conhecem da melhor maneira mas, se ao início ela tem medo dele, rapidamente a atracção entre eles toma conta da situação. Tem cenas de sexo, como não podia deixar de ser, sendo que estas são descritas de maneira bem sensual e sem recurso a linguagem “explicita”.

Como não quero entrar muito numa de spoillers, apenas digo que li este livro de rajada, não tendo conseguido adormecer antes de o acabar, eram quase 3 da manhã e sendo o dia seguinte de trabalho.

O livro está muito bem escrito, dentro do género de romance fantástico ao qual pertence, as personagens bem delineadas com virtudes e defeitos, o que as torna ainda mais reais e mais facilmente “gostáveis”, mas não é certamente para os mais nervosos. Se forem como eu (que me enquadro na categoria anterior), não vão haver unhas que resistam pois este livro tem a capacidade de vos colocar num estado de nervos tal, apenas para verem o desfecho das várias situações que se vão desenrolando ao longo do livro, que as unhas não vão resistir.

Para quem gosta de uma boa história romântica com sexo, violência, intriga e todos os demais condimentos, este é certamente um livro que eu recomendo.

Entretanto já li o 2º livro da série e já vou bem encaminhada no terceiro. Depois conto-vos o que achei ;)

Ficha Técnica
Autor: J.R. Ward
Editora: Piatkus
Encadernação: mass market
N.º de páginas: 393
Género: Romance Fantástico

Comments (12)

On 12 de janeiro de 2009 às 22:56 , Canochinha disse...

Hum... A tua opinião deixou-me curiosa. A verdade é que li um livro do género (ou pelo menos acho que se insere dentro do mesmo tipo de livros), da Sherrylin Kenyon, e não me cativou. Pode ser que dê oportunidade a um desta colecção ;)

 
On 12 de janeiro de 2009 às 23:04 , Mónica disse...

Acho que este género de livros ou se ama ou se odeia. Eu como sou fã de quase tudo com vampiros e adoro uma boa história de amor não consegui resistir. A minha prima também adora esta série.

Se calhar para começares, aconselho-te ou este ou o 3º volume. Os livros não têm que ser lidos necessariamente por ordem.

 
On 12 de janeiro de 2009 às 23:20 , slayra disse...

Hmm... tenho os livros 1 e 3 desta série cá em casa, adquiridos através do BM. Agora fiquei com curiosidade. ^^

 
On 13 de janeiro de 2009 às 11:22 , WhiteLady3 disse...

Parece bastante interessante. Até agora com vampiros ainda só li dois (ou melhor, um e meio) livros da Anita Blake. Mas este parece bem mais interessante.

 
On 15 de janeiro de 2009 às 14:07 , Ana O. disse...

A Mónica tem razão, este género de livros ou se ama ou se odeia, sinceramente Canochinha, se não gostaste da Sherrilyn Kenyon, não sei se vais gostar desta série.

Agora para quem como eu é doida por tudo o que é paranormal, há muitas autoras muito boas e que devias experimentar, Mónica. Além da Sherrilyn Kenyon já mencionada, também gosto muito da Meljean Brook, a Nalini Singh e a Patricia Briggs. Só para deixar algumas recomendações! ;-)

 
On 15 de janeiro de 2009 às 14:43 , Mónica disse...

WhiteLady3,
Existem livros e livros de vampiros. Uns a dar mais para o romance e outros para a acção e dilemas internos. No entanto, existem 2 clássicos que recomendo sempre que alguém quer começar a "desbravar" este tipo de personagens: "O Drácula" de Bram Stocker e "Entrevista com o Vampiro" de Anne Rice.
Da Anne Rice sou super fã. Tenho todos os livros que ela escreveu sobre vampiros e bruxas.
Este livro é mais do género romântico. Eu gosto dos dois géneros :)

Ana O.,
Obrigada pelas sugestões. Na próxima encomenda à Amazon ou Bookdepository vou experimentar com certeza ;)

 
On 15 de janeiro de 2009 às 14:48 , Ana O. disse...

E já me esquecia, WhiteLady3, eu adoro paranormais mas não suporto a Anita Blake, portanto de certeza que ainda vais encontrar melhores! ;-)

 
On 16 de janeiro de 2009 às 10:11 , WhiteLady3 disse...

Mónica,
o Drácula de Bram Stocker já o tenho cá em casa e é um dos que conto ler este ano. O da Anne Rice não tenho mas ando de olho nele desde que vi o filme. Aliás, gostava também de ler os restantes livros desta autora, como A Rainha dos Malditos já que o filme deixa muito a desejar.

Ana O.,
só li os dois primeiros livros da série, o Guilty Pleasures e o Laughing Corpse e, apesar de não gostar muito da persoangem, até estava a gostar da história. Gostei bastante do segundo, nomeadamente das descrições gore. Mas já ouvi dizerem que a série desce muito de nível e é por isso que não li mais e tenho ficado um pouco mais reticente no que toca a paranormais. Mas conto vir a ler mais e melhor. :)

 
On 16 de janeiro de 2009 às 10:26 , Mónica disse...

WhiteLady3,
O livro "A rainha dos malditos" é MUITO mas MUITO melhor que o filme. Se o cinema não tivesse sido prenda do meu namorado na altura acho que tinha saído ao fim de 20 minutos, de tão má que a adaptação é.

 
On 16 de janeiro de 2009 às 12:53 , Mónica disse...

Ana O.,

Se não for pedir muito será que podias dar umas dicas de um livro para cada uma das autoras que mencionaste e que consideres bastante bom?
Sherrilyn Kenyon
Meljean Brook
Nalini Singh
Patricia Briggs.

Fiquei mesmo muito interessada mas não sei por qual começar :S

 
On 16 de janeiro de 2009 às 16:51 , Ana O. disse...

Mónica, não é pedir nada muito, estou sempre pronta a dar sugestões e a aumentar as pilhas das outras pessoas! ;-)

Vamos ver... Da Patricia Briggs aconselho-te a começares pela série da Mercedes Thompson, o 1º é o Moon Called.
Da Nalini Singh começa pelo Slave to Sensation, o 1º da série dos Psy-Changeling e até agora para mim, o melhor, se bem que só li ainda três.
Da Meljean Brook podes começar pelo Demon Angel, há uma short story que vem primeiro, mas está incluída num omnibus que não me interessou muito. Se quiseres a short story em ebook eu tenho.
Da Sherrilyn Kenyon tens o Fantasy Lover que é o 1º da série Dark Hunter.

Agora também te digo que em termos de paranormal, eu também sou uma newbie, tenho vindo a descobrir novas autoras com amigas mais versadas na matéria. ;-)
Ah e também gosto muito de uma das séries da Rachel Caine, a Morganville Vampires, cujo 1º é o Glass Houses.
De todos estes que menciono, tenho o da Patricia Briggs e da Rachel Caine que te posso emprestar, os outros tenho-os lido de amigas.

E já agora o 1001 Páginas é o meu blog conjunto, o meu pessoal e o que uso mais frequentemente é o Cosy World. :-)

 
On 20 de janeiro de 2009 às 23:18 , Mónica disse...

Ana O.
Muito obrigada pelas sugestões. Estão anotadas e farão parte das minhas próximas compras certamente. Qualquer outro que te lembres deste género ou de outro que gostes especialmente é só dizer :D Estou sempre pronta a conhecer novos géneros e novos autores :D