Ultimamente é o que tem acontecido por estes lados. Não que as leituras tenham parado, apenas estou à procura de outros hobbies que me ajudem a lidar com o stress e a acalmar e reduzir um pouco o ritmo (daí a consulta de blogs ou páginas de internet sobre esses assuntos).

Um dos meus novos interesses é a "horticultura" que, tendo em conta que tenho uma varanda bem pequena, se resumem, por enquanto, à plantação de ervas aromáticas e alfazema.

Foi durante a implementação deste "hobbie" que me apercebi do meu grave problema de impaciência. A Natureza leva o seu tempo mas eu quero resultados para ontem, o que me levava a verificar as "plantações" quase diariamente a ver se já se via alguma coisa! Claro que percebi que algo de errado se passava comigo e que era altura de diminuir o ritmo (ou pelo menos tentar).

Após algumas pesquisas, e por o assunto já me interessar há algum tempo, acho que é altura de ingressar no mundo dos Bonsais onde a paciência é rainha. Ainda ando a fazer algumas pesquisas mas já encontrei um sítio relativamente perto de mim (margem sul) onde posso ter algumas lições sobre o assunto e comprar o meu próprio Bonsai, a Luso-Bonsai. Se por acaso souberem de mais sítios onde tal arte possa ser aprendida aqui por estas bandas (Lisboa também é localização válida) ou bons sites/livros sobre o assunto (podem ser em inglês), aqui a menina agradece a partilha.

Hiperligações para esta mensagem
No passado fim-de-semana, só me apetecia rir, ou pelo menos descontrair, pelo que a escolha ideal de literatura para um estado de espírito assim só poderia ser a série Baby Blues da Bizâncio.

Uma vez mais cumpriu com a sua missão dando-me horas de muito boa disposição.

O Hammie começa a revelar-se e, ao contrário do que esperava, é um valente traquinas e cujo desporto favorito é atazanar a Zoe que responde na mesma moeda. A dinâmica entre estes dois personagens é um dos pontos fortes das histórias. Mesmo com o Hammie a ocupar cada vez mais espaço nas tiras e com diálogos cada vez mais elaborados, a Zoe continua a ser a minha personagem favorita. As tiras mais fantásticas são sem dúvida as por ela protagonizadas.

Entretanto, chega mais uma irmã, Wren, para o desespero acrescido dos já desesperados pais. É oficial, os filhos estão em maioria! Coitada da Wanda...

Dos 5 livros lidos destaco pela positiva o livro que retrata o evoluir da gravidez da Wanda "Secos & Molhados" por não "dourar" este período da vida de uma mulher, e mostrar bem as dificuldades e constrangimentos reais e inerentes a uma alteração radical do nosso corpo. Já pela negativa destaco o "Servidora fora de Serviço" por nenhuma razão em especial para além de ter sido, o de todos, que me conseguiu por a rir menos (gargalhadas=0).


Hiperligações para esta mensagem
Hoje consegui a proeza de, sem listas, gastar quase 100€ em livros em cerca de 35 minutos!

A culpa é do R. que decide que precisa de ficar trabalhar mais um pouco quando eu já saí do meu trabalho para ir ao encontro dele, e assim apanho-me à solta na Feira do Livro (o que é bem pior do que largar um miúdo à solta numa loja de doces!).

- 1ª compra - Assim que entrei na Feira, fui direitinha que nem um fuso à Bizâncio e, 5 minutos depois de entrar na Feira já cá cantavam mais 3 volumes da série Baby Blues (20 €). Não verifiquei os livros antes de sair de lá e um deles estavam em mau estado... Raios!
- 2ª compra - mais 10 minutos e saía do stand da Saída de Emergência com 63,5€ gastos e seis livros no saco, dois dos quais oferta da promoção 2=3. Hoje consegui ver a publicidade à promoção 2=3 e também percebi o porquê de não ter visto nada na vez anterior que por lá passei. Como está colocada na parte da frente do stand, quando muitas pessoas se colocam coladinhas lá à frente, não se consegue publicidade nenhuma! Também vi a promoção do livro do dia e achei muito fraquinho, só lá vi 2 livros assinalados como tal!
- 3ª compra - mais 20 minutos e estava na Gradiva a comprar o "A vida num sopro" por apenas 13€!

... e assim, nuns meros, 35 minutos, aqui a menina estoirou quase 100€ em livros! e as compras ainda não acabaram....


Hiperligações para esta mensagem
Na passada sexta-feira, o R. teve reunião até mais tarde que o previsto e eu estava mesmo a precisar de desanuviar. Resultado: Feira do Livro here I come!

E o resultado físico da 1ª visita à Feira do Livro de Lisboa deste ano foi:
  • 2 pés torcidos
  • 1 joelho esfarrapado
  • dores nos pés, pernas e braços
Felizmente, quando me estatelei no chão, com uma plateia de dezenas de pessoas a assistir, ainda não tinha comprado nenhum livro, logo não há estragos a assinalar nesse campo. Antes que pensem que sou muito trapalhona (o que não é 100% errado), foi com muita satisfação que ouvi uma senhora dizer era a 2ª vez, naquele dia somente, que uma pessoa caía naquele lugar. Não me entendam mal, a desgraça alheia não me dá qualquer tipo de prazer, mas apraz-me saber que a queda não é 100% à minha aselhice mas também a um claro defeito no chão!

No que a livros diz respeito o 1º estrago do ano foi:
  • 1 Guia de Nova York (a ver se para o ano lá vou)
  • 3 Livros
  • 3 Livros de Banda Desenhada
Dos livros comprei, 5 constavam da minha lista de compras e o outro não (que por acaso acho que para além de má compra é mau livro), o que até nem é nada mau tendo em conta que não tinha a lista comigo. Como desconfio que este ano devo de lá passar várias vezes, faço o resumo das compras no fim da feira.

No que à feira em si diz respeito, mais uma vez gostei bastante do que vi. Acho que a feira está, em termos estéticos, cada vez melhor e este ano há mais por onde comer. Sim, que isto de andar para cima e para baixo carregadinha de livros é coisa para cansar muito e abrir bem o apetite. Em termos de espaço apenas desgostei do espaço do grupo Leya. Com aquela disposição de stands e a ilha central para pagamento, sobra pouco espaço para as pessoas circularem livremente. Tem de se andar sempre com muita atenção e constantemente a desviar das outras pessoas mas, mesmo assim, os encontrões sucedem-se, o que é assim um bocadinho a dar para o desagradável!

No que aos grandes editores diz respeito, e porque isto não é só dizer mal, pela positiva destacou-se o Grupo Leya pois cada uma das suas chancelas tinha 3 livros dos dia com 40% de desconto, e descontinhos é o que a malta quer.

Já pela negativa destaco a Saída de Emergência. Para além de não ter nenhum livro do dia (pelo menos assinalado como tal e bem que eu andei para lá a espreitar nas 2x que por lá passei), dei por falta da maior parte dos títulos que tinha na minha lista de compras. Acredito que tenham tenham transposto a campanha do 2=3 da loja on-line para a Feira mas, se assim foi, também não estava assinalado. Fica aqui o meu apelo à editora Saída de Emergência, a qual é responsável para maior parte das minhas desgraças em termos de compras de livros em português: Façam uma melhor campanha na Feira! Assinalem bem os vossos livros do dia e toda e qualquer campanha que tenham! e já agora, tenham um leque mais abrangente de obras, principalmente das séries que vendem como é o caso da série da Robin Hobb da qual só tinha os 2 primeiros títulos disponíveis para venda!

E assim termino o meu primeiro balanço da Feira do Livro de Lisboa 2010. Para a semana há mais ;)


Hiperligações para esta mensagem