Estou tão contente :D


Já começou a "recolha" de livros e donativos para esta campanha e estou deveras surpreendida com a generosidade das pessoas.

Começo pela Slayra. Conheci-a pessoalmente no âmbito desta campanha e deixem-me dizer que é super querida. Claro está que, como não convivo com nenhum "viciado em livros" ao nível do que por esta blogosfera se pratica, aproveitei a oportunidade e "agarrei-a" durante quase 1 hora. Mesmo com a seca que eu lhe estava a dar foi super simpática :). Voltando aos livros, a Slayra chegou a pedir desculpa por estar a contribuir com tão poucos, com o que eu não concordo uma vez que foi super generosa na sua contribuição (imagem abaixo).



Os Super 4 (António Avelar de Pinho e Pedro de Freitas Branco)
- Pânico na Expo
- O Mistério de Foz Côa
- A Canção do Golfinho
- Sangue Secreto


Colecção Terra Verde
- O Chão e a Estrela, Matilde Rosa Araújo
- O Ovo de Mamute, Maria Alexandra Cóias


Os Cinco (Enid Blyton)
- numa aventura americana
- e as passagens secretas


- A Estatueta Mágica, Debra Doyle & Jamesd. Macdonald
- A Fonte dos Segredos, Maria Teresa Maia Gonzalez
- Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, Michel Tournier
- Chocolate à Chuva, Alice Vieira



Em segundo, queria agradecer imenso à Alice Rodrigues e à sua irmã Catarina por terem contribuído com 50€ que em breve converterei em livros :)


Em terceiro, queria agradecer muito à WhiteLady3 por gentilmente ter trocado parte dos seus pontos no Bookmooch em livros que estarão a ser enviados directamente para a empresa onde trabalho.


Por fim, apresento alguns dos livros que a minha mãe conseguiu desencantar nos recônditos lá de casa e outros que já fui comprando.




Philip Pullman
- Os Reinos do Norte
- A Torre dos Anjos
- O Telescópio de Âmbar

Luc Besson
- Artur e os Minimeus
- Artur e a Cidade Proibida
- Artur e a Vingança de Maltazard

- O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry
- No Rasto de Anne Frank, Ernst Schnabel
- Viagens de Gulliver, Jonathan Swift
- As minas de Salomão, Ridder Haggard
- Viagem ao Centro da Terra, Julio Verne
- A Odisseia, Homero
- A Princesinha, Frances Burnett
- Dois Corações Generosos, Jules de Peyrrony
- Mulherzinhas, Luisa May Alcott
- O Diário de Miss Grey, Anne Brontë
Hiperligações para esta mensagem
Já tinha lido por essa blogosfera fora que o BookMooch "andava a portar-se mal" com utilizadores portugueses mas, como estive bastante tempo "fora do sistema" ainda não tinha qualquer razão de queixa e achava que estava imune, uma vez que a minha conta ainda não tinha sido apagada.

O meu espanto perante o que me aconteceu é ainda maior se tivermos em conta que ainda esta 2ª feira enviei mais um livro que me foi "moochado".

No âmbito da recolha de livros para as crianças de Angola (post abaixo) decidi trocar a grande maioria dos meus pontos por livros da colecção "Uma aventura" uma vez que não existem no sistema muitas obras que me interessem especialmente. Quando comecei a tentar "moochar" os referidos livros, qual não é o meu espanto, quando verifico que não me deixavam pois um "administrador" tinha de verificar a minha conta de e-mail, o que aconteceria num espaço de 24 horas. Pois as 24 horas já passaram e em cima dessas mais 24 e até agora não consigo "moochar" livro algum.

Tenho quase 17 pontos, gastei uma valente pipa de massa a enviar livros para o estrangeiro e agora, quando decido dar uso aos muitos pontos que obtive, simplesmente não consigo!

Mas que sistema da treta para não dizer coisas piores! Estou, literalmente, FULA!
Hiperligações para esta mensagem
A empresa onde trabalho irá realizar um projecto em Angola de alguma dimensão, o que significa que iremos fretar contentores para levar equipamentos para o território.

Como sobrou espaço no contentor, um dos meus patrões, responsável pelos nossos negócios em África e conhecedor das carências das crianças menos favorecidas que proliferam por aquele país, lembrou-se de efectuar uma recolha de brinquedos, roupa e livros.

Uma vez que não tenho crianças na família vai para lá de um bom tempo, significa que não disponho de roupa ou brinquedos para doar, e, comprar por comprar, prefiro comprar livros. O meu problema é que, depois de tantos anos sem crianças na família (e a mais nova da família não conta porque NUNCA leu um livro) não faço ideia quais são os melhores livros no mercado para a faixa etária dos 6 (ou menos) aos 12 anos, por isso preciso desesperadamente de sugestões.

Agradeço do fundo do coração todas as indicações que me possam dar tendo em conta também o orçamento. Pretendo gastar entre 100 a 150€, mas gostaria de, para além de oferecer obras de qualidade, dar também o maior número possível de livros pois as carências são muitas e quero chegar ao maior número possível de crianças.

Peço-vos então que ajudem a contribuir para "alimentar" as mentes dos menos afortunados com os sonhos que só os livros nos podem dar, e a dar um pouco de cor ao seu mundo por vezes tão cinzento.

Muito obrigada,
Mónica Colaço


P.S.
Se, tal como a Slayra também quiserem contribuir para esta causa, enviem um e-mail para isabel.pereira.c@gmail.com que eu passo-vos a morada da minha empresa para enviarem os livros. Se forem da margem sul como eu podemos sempre combinar encontar em algum lado para não terem gastos em portes de envio.
Hiperligações para esta mensagem


Este livro foi adquirido com o intuito de ser lido no dia dos namorados ao R. (meu maridão para quem ainda não sabe). Parece-me o tipo de livro ideal para ser partilhado a dois nesta data específica. No entanto, e para não variar muito, chegou fora de tempo, apesar de manter o plano inicial, já não irá ter o mesmo significado ou propósito.

Sinopse
" "Good deal of fog this morning. I do not go out in the fog myself," notes Adam in his diary, adding, "The new creature does. It goes out in all weathers. And talks. It used to be so pleasant and quiet here."

Adam has a lot more to learn about Eve, and even more from her, as she names the animals, discovers fire, and introduces all manner of innovations to their garden home. Mark Twain's "translation" of the diaries of the first man and woman offer a humorous "he said/she said" narrative of biblical events. The great american storyteller found comfort and inspiration in the company of women, and his irreverent look conventional religion is also a thoughtful - and humurous - argument for gender equality. "

Ficha Técnica
Autor: Mark Twain
Editora: Dover
Encadernação: Capa Mole
N.º de páginas: 94

Género: Romance
Hiperligações para esta mensagem


Este livro não segue a "estrutura típica" da maioria dos livros que já li.

Primeiro, a personagem principal é a encarnação do anti-herói: ex actor pornográfico, actual produtor e realizador de filmes do mesmo género, viciado em droga, alcoólico e insensível para com os sentimentos dos outros; Segundo, muitas vezes a personagem fala directamente para nós leitores; terceiro, existem histórias dentro desta história; e quarto, apesar de o fim da história ser a certo ponto quase na íntegra desvendado, fui incapaz de não ficar extremamente comovida tendo chegado mesmo às lágrimas.

Voltando à história em si, este livro começa com o narrador da história a ficar severamente queimado num acidente de carro. Na primeira parte ficamos a saber mais sobre a vida desta personagem desde a sua infância até a altura em que ocorre o acidente. Pelo meio vão-se cruzando algumas das personagens que acompanharam a narrativa até o seu fim. No meio de toda a tormenta que são os tratamentos de recuperação surge Marianne Engel, uma escultora de gárgulas a qual o narrador julga que saiu da ala psiquiátrica do hospital.

Não querendo entrar muito em detalhes para não dar a entender o desenrolar dos acontecimentos, fico-me por dizer que ao longo da penosa recuperação do narrador, Marianne conta-lhe sobre a vida dela no mosteiro onde cresceu na Alemanha medieval, sobre a história de amor que ambos viveram no século XIV, e sobre muitas outras personagens (algumas históricas) daquele tempo. Pelo meio, são ainda contadas três histórias de amor com "morais" muito diferentes umas das outras mas fabulosamente contadas (chorei em todas).

É notável ao longo de toda a história, que o autor efectuou um excelente trabalho de pesquisa quer a nível da história da Alemanha medieval no período em que decorre a história de amor entre o narrador e Marianne, quer a nível das consequências e tratamentos resultantes de queimaduras corporais.

Este será com certeza um livro de amores e ódios pois, por ser bastante gráfico (especialmente na descrição dos tratamento e consequências de queimaduras), desagradável por vezes chegando mesmo a ter partes digamos que, não recomendadas aos mais sensíveis de estômago.

Resumindo, ADOREI! O livro é mesmo muito bom, tocante. A história, e histórias dentro da história, são muito bonitas e bem contadas. O livro é de tal forma envolventeque me deixou completamente "agarrada"!

Ficha técnica
Hiperligações para esta mensagem

Gosto sempre de ler histórias com personagens femininas fortes e este livro parece encaixar-se perfeitamente neste grupo.

Sinopse
"Filha de reis, mãe de reis e um nome esquecido pela História.» Poderíamos definir assim a protagonista deste romance, uma personagem de origem desconhecida, acolhida pelos albiões, conhecedora dos segredos das artes dos druidas e que participa nos conflitos territoriais da sua época. No entanto, em breve vai descobrir a sua ascendência real e vai ser exigida pelo seu verdadeiro povo: os godos.Albión sofre a opressão de Lubbo, um tirano sanguinário que restaurou o sacrifício humano para adorar um deus arcaico que muitos desejam enterrar. A vida aprazível no vale vê-se mergulhada na luta pela sublevação, e a protegida do druida Enol é sequestrada por guerreiros de origem sueva. Jana, como é conhecida, é incumbida de proteger a taça do poder, que Enol lhe entrega com o objectivo de a afastar de Lubbo e da terrível ameaça no caso de ele se apoderar dela. Após a sua união com Aster, líder dos rebeldes e posteriormente príncipe dos albiões, Jana, a quem mais tarde acabarão por revelar a sua verdadeira identidade de princesa perdida, viaja, contra a sua vontade, rumo ao reino dos godos, para proteger os seus e cumprir um último desejo: devolver a taça sagrada aos povos do Norte. "

Ficha Técnica
Autor: María Gudín
Editora: Difel
Encadernação: Capa Mole
N.º de páginas: 562
Género: Romance Histórico
Hiperligações para esta mensagem


Este livro, o segundo que adquiri ontem, já constava da minha lista "A Comprar" há bastante tempo mas, devido ao seu elevado preço, foi sempre ficando para trás. Ontem na Bertrand, foi com especial agrado que verifiquei que se encontrava à venda a um preço muito "interessante", 10€.

Uma vez que comprei este em detrimento do As Memórias do Livro (já tinha 2 livros na mão e o R. ia definitivamente "passar-se" se agarrasse num terceiro), espero não me arrepender.

Estas promoções da Bertrand parecem-me bastante interessantes, pena que a maior parte dos livros que estão em promoção não estejam assinalados de maneira inequívoca. Confesso ter preguiça de estar a procurar naquelas prateleiras altas e de difícil acesso para alguém como eu (apenas meço 1,5 m).

Sinopse
"Uma empolgante história de coragem, destino e traição passada na Carcassonne medieval e contemporânea.
Em Julho de 1209: em Carcassone, uma rapariga de dezassete anos recebe do pai um livro misterioso que ele afirma conter o segredo do verdadeiro Graal. Embora Alaïs não consiga perceber as palavras e os estranhos símbolos no seu interior, sabe que o seu destino é protegê-lo. Será necessário sacrifício e fé para manter em segurança o segredo do labirinto – um segredo que remonta a milhares de anos e tem origem nos desertos do Antigo Egipto... Em Julho de 2005: Alice Tanner descobre dois esqueletos durante uma escavação arqueológica nas montanhas perto de Carcassonne. No interior da sepultura onde se encontram os ossos, ela pressente uma avassaladora sensação de malevolência e constata assustada que, por mais impossível que pareça, é capaz de compreender as misteriosas palavras antigas que estão gravadas na rocha. Alice apercebe-se demasiado tarde que desencadeou uma assustadora sequência de acontecimentos que é incapaz de controlar e que o seu destino se encontra inexplicavelmente ligado ao dos cátaros, oitocentos anos antes."


Ficha Técnica
Autor: Kate Mosse
Editora: Dom Quixote
Encadernação: Capa Mole
N.º de páginas: 671
Género: Romance
Hiperligações para esta mensagem